Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

O ex-juiz Sérgio Moro já assinou a ficha de filiação do União Brasil, segundo relato de fontes do partido ao *O Brasilianista*. Moro estava filiado ao Podemos mas nos bastidores já havia uma movimentação para uma possível troca. Moro também deve mudar seu domicílio eleitoral para São Paulo. O União Brasil conversa com o MDB e PSDB para formar uma frente ampla democrática e buscarem juntos um nome único, capaz de centralizar apoio e condições de disputa.

O ex-juiz, Sérgio Moro, divulgou nota em que confirma a mudança de partido do Podemos para o União Brasil. No texto, Moro também confirma que pode não ser o candidato do partido. Leia a nota:

“O Brasil precisa de uma alternativa que livre o país dos extremos, da instabilidade e da radicalização. Por isso, aceitei o convite do presidente nacional do União Brasil, Luciano Bivar, para me filiar ao partido e, assim, facilitar as negociações das forças políticas de centro democrático em busca de uma candidatura presidencial única.

A troca de legenda foi comunicada à direção do Podemos, a quem agradeço todo o apoio. Para ingressar no novo partido, abro mão, nesse momento, da pré-candidatura presidencial e serei um soldado da democracia para recuperar o sonho de um Brasil melhor”.

Apesar disso, o movimento do ex-juiz não demonstra uma completa desistência, mas sim que ele dobra a aposta. Moro quer, no União, mais estrutura partidária, que se resume a tempo de TV e recursos do fundo. No Podemos, as chances de investimento na campanha, seja presidencial ou para o legislativo, eram remotas.

Caso não dispute à presidência, como alternativa ele pode concorrer ao Senado, deputado federal ou mesmo como vice em uma chapa envolvendo PSDB e MDB. Mas vale lembrar que Moro, ao lado de Ciro Gomes, é o que mais pontua na terceira via.

 

Autor

  • Editora-chefe na Arko Advice, desde fevereiro de 2022. Antes, atuou como repórter de política na CNN Brasil. Foi correspondente internacional em Nova Iorque pela Record TV. Atua em redação há 18 anos.