Em entrevista à Arko Advice, o senador Alessandro Vieira (PSDB) avaliou que os partidos precisam ouvir mais os desejos da população para formarem uma terceira via. O senador defende que os eleitores sabem votar, mas acabam escolhendo pessoas despreparadas por falta de opção.

“O eleitor não quer escolher bandidos ou incompetentes. Ele faz esse tipo de escolha por que ele não tem alternativas. Em 2018 os partidos ignoraram os desejos da sociedade e apostaram nos mesmos nomes de sempre. O que a gente espera para 2022 é que os partidos tenham a sabedoria de ouvir mais a sociedade”, argumenta.

Alessandro Vieira chegou a ser candidato à Presidência da República pelo Cidadania, mas trocou o partido pelo PSDB. Ele comentou sobre a pré-candidatura do governador de São Paulo, João Dória (PSDB), que vem sofrendo rejeições internas. Alessandro Vieira defende que o governador vem fazendo um bom trabalho e que o partido busca entender o porquê de sua rejeição.

Na última semana, caciques do PSDB publicaram uma carta em que sinalizam apoio ao governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite. O objetivo é que ele substitua Doria na disputa pela Presidência.

“O caso específico de João Dória, e ele tem consciência disso, é que ele tem uma rejeição pessoal muito elevada. Ele tem um governo bem avaliado no estado de São Paulo, mas a figura dele tem rejeição por vários motivos”, avaliou Vieira.

Veja a entrevista completa:

 

Autor

  • Jornalista pela Universidade Católica de Brasília. Nascida em Brasília-DF, tem passagem como repórter na Rádio Senado. No site O Brasilianista cobre política e economia.