10.mar.22 - Jair Bolsonaro (PL), ao lado da secretária Daniella Marques Consentino, em live semanal

 

Em live realizada, nesta quinta-feira (10), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que oito ministros devem deixar o governo para concorrer às eleições deste ano.

Segundo o presidente, os ministros Gilson Machado, Rogério Marinho, Flávia Arruda e Tereza Cristina, devem concorrer a vagas no Senado Federal. Já o ministro Tarcísio de Freitas vai disputar o governo de São Paulo, Onyx Lorenzoni concorrerá ao Rio Grande do Sul e João Roma vai se lançar ao governo da Bahia. E por fim, o ministro Marcos Pontes deve concorrer como deputado federal por São Paulo.

Bolsonaro também citou que alguns ex-ministros, como Ricardo Salles e Marcelo Álvaro Antonio, e um de seus auxiliares, Tércio Thomaz, também serão candidatos nas eleições.

De acordo com a legislação eleitoral, os candidatos devem deixar seus postos até seis meses antes do pleito, que ocorre na primeira semana de outubro. O presidente também adiantou que os ministros devem ser exonerados até 31 de março.

Autor