Fotos: Reproduções

O Ipespe também simulou um cenário sobre a sucessão nacional em São Paulo (SP). O ex-presidente Lula (PT) lidera com 34% das intenções de voto. O segundo colocado é o presidente Jair Bolsonaro (PL), com 26%. O ex-ministro Sergio Moro (Podemos) aparece em terceiro lugar com 11%. O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) tem 7%. A senadora Simone Tebet (MDB), o deputado federal André Janones (Avante) e o cientista político Luiz Felipe D’Ávila (Novo) tem 1% cada. Brancos, nulos e indecisos somam 13%.

Nas simulações de 2º turno, Lula venceria todos seus possíveis adversários: Bolsonaro (46% a 34%), Moro (46% a 33%) e Doria (47% a 26%). Num embate entre Doria x Bolsonaro, apesar do governador paulista estar numericamente à frente (37% a 25%), os dois estão tecnicamente empatados.

A reprodução da polarização entre Lula x Bolsonaro em SP é negativa para os interesses políticos de João Doria. Como não lidera nem mesmo no Estado em que governa e é mais conhecido, sua baixa densidade eleitoral servirá de argumento para a ala anti-Doria no PSDB defender a inviabilidade de sua pré-candidatura.