Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes e o presidente da Telebras, Waldemar Gonçalves Ortunho Junior,participam da abertura da 16ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), em 2019. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Foi realizada reunião em Brasília na última terça-feira (8) entre o embaixador de Israel no Brasil, Daniel Zonshine, e o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, astronauta Marcos Pontes. Além da apresentação do novo embaixador, trataram sobre a cooperação entre os dois países na área de ciência, tecnologia e inovações.

O ministro tratou sobre parcerias em compartilhamento de infraestruturas de pesquisa, citando destacando os temas de segurança hídrica e a necessidade de investir em pesquisas para a agricultura, que pode ser uma área de cooperação com Israel. A área espacial também teve destaque na reunião.

Entre o quadro de cooperação entre os países, há um acordo firmado em 2019 nos temas de segurança hídrica e exploração espacial. Já em 2020, AEB/MCTI iniciou diálogo cooperação bilateral na área espacial, com possibilidade de assinatura de memorando de entendimento. O objetivo desse instrumento é estabelecer as diretrizes para a criação e desenvolvimento de atividades de cooperação entre os países na exploração e uso do espaço exterior para fins pacíficos.

Em 2021, (MCTI) e o Carasso Science Park, um museu de ciências em Israel, firmaram um memorando de entendimento, para estabelecer cooperação na execução de projetos, programas, pesquisas e intercâmbios em áreas de interesse comum.

Fora isso, foram levantadas possibilidades de cooperação, sendo elas: identificar oportunidades de educação em ciência, tecnologia, engenharia e matemática; compartilhar experiências e competências sobre modelos de administração e financiamento de museus; realizar intercâmbios e capacitação profissional; facilitar a cooperação e colaboração técnico-cientifica em pesquisa entre o Carasso Science Park e as instituições vinculadas ao MCTI, incluindo o Instituto Nacional da Mata Atlântica (INMA), o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), o Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG).