Créditos: Divulgação - PSB nacional

Aumenta a pressão dentro do PSB para que o partido exija mais poder dentro da federação partidária da esquerda. Parlamentares da sigla se reuniram na terça-feira (8) para debater o tema e apresentaram propostas para uma eventual união entre PT, PCdoB e PV.

Uma das exigências é o quórum qualificado. Hoje, fala-se em estipular uma regra em que as decisões da federação precisem da aprovação de dois terços da assembleia deliberativa. Agora, a bancada do PSB propõe um quorum de quatro quintos. Outra proposta, é o direito a veto pelo partido que tenha pelo menos 15% da composição da assembleia.

Segundo o presidente do PSB, Carlos Siqueira, a reunião foi produtiva e as sugestões são sensíveis aos parlamentares.

“O encontro foi excelente, tivemos um debate muito produtivo sobre a ideia da federação. As sugestões trazidas pelos nossos parlamentares melhoram muito a proposta em discussão com os demais partidos e somos muito sensíveis a elas”, disse.

Os presidentes das siglas voltam a discutir sobre o assunto nesta quinta-feira (10).

STF x Federações Partidárias

O Supremo Tribunal Federal (STF), retoma hoje, a partir das 14h, o julgamento sobre a validade das federações partidárias. Os ministros irão julgar se a formação é constitucional e decidem também a prorrogação do prazo para a criação dos grupos, marcada para 1º de março.

A federação partidária aprovada por lei em 2021, prevê que os partidos funcionem como um bloco único, durante quatro anos de mandato após as eleições. De acordo com as legendas, o prazo é tido como impraticável, e eles querem que o registro das alianças seja feito até agosto.


Autor