BR 060 (GO).Obras no km 391 da BR 060, entre Rio Verde e Jataí. | Foto: Ministério do Planejamento/Divulgação

Foi remarcado pela terceira vez, agora para 25 de fevereiro, o leilão de concessão das BRs 381 e 262 em Minas Gerais e Espírito Santo. Conforme informação do Ministério da Infraestrutura, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) acatou solicitação das empresas interessadas em participar do leilão e concedeu pelo menos 60 dias para a reformulação de propostas tendo em vista adequações ao edital.

As empresas teriam protocolado o pedido no fim de dezembro. A data definida para o leilão era 7 de fevereiro, mas, antes, já havia ocorrido um adiamento de novembro para dezembro devido à exiguidade de tempo, do ponto de vista das empresas, para estudar as obras e rever o custos de insumos. O ministério criou um mecanismo de proteção contra o aumento de insumos a ser aplicado no contrato.

Um fato novo também afetou o cronograma do leilão: as chuvas intensas no início do ano destruíram vários trechos da BR 381, em Minas Gerais.

Anel Rodoviário

O governo mineiro publicou na semana passada o edital de licitação para a construção, operação e manutenção do Rodoanel da Região Metropolitana de Belo Horizonte. O projeto, com extensão de 100 quilômetros, cortará vários municípios vizinhos à capital.

O modelo de contratação será via Parceria Público-Privada (PPP). A estimativa de gasto total é de R$ 5 bilhões, sendo R$ 3 bilhões do governo. O restante será investido pela futura concessionária. A proposta prevê conclusão das obras até 2030.

O secretário de Infraestrutura e Mobilidade de Minas Gerais, Fernando Marcato, afirmou que as obras das alças Oeste e Norte devem começar em 2025, ficando prontas até 2027. As desapropriações ocorrerão entre 2023 e 2025.