Ferrovias: Tarcísio afirma que construção da Integração Centro-Oeste iniciará em breve
Foto: Beth Santos/Secretaria-Geral da PR

Foi publicado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), no Diário Oficial da União de 21 de janeiro, o aceite do Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/Rima) da ferrovia Nova Ferroeste, executado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

A Fipe é uma organização de direito privado, sem fins lucrativos, criada em 1973. Um de seus objetivos está o apoio a instituições de ensino e pesquisa, públicas ou privadas.

O Corredor Oeste de Exportação – Nova Ferroeste, com extensão estimada de 1.370 km, foi qualificado no PPI por meio do Decreto nº 10.487/2020 e abrange a construção de novos trechos e a criação de um corredor ferroviário de exportação ligando o polo produtor de grãos do Mato Grosso do Sul e oeste do Paraná ao porto de Paranaguá (PR) sob responsabilidade da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (SEIL) do estado do Paraná.

Autor

  • Amanda Mota é graduanda em Ciência Política, pela Universidade de Brasília. Trabalha na Arko Advice atualmente como estagiária com foco em inteligência no legislativo federal, estadual e municipal e mapeamento de stakeholder. Tem experiência no atendimento de associações de classe e multinacionais. Foi uma das coordenadoras do Projeto Politeia, projeto de simulação do processo legislativo da Câmara dos Deputados e UnB.