Foto: Agência Brasil

O BNDES lançou na segunda-feira passada (17) chamada pública para seleção e subscrição de cotas de até cinco fundos de investimentos com foco em infraestrutura. Serão atendidos, prioritariamente, os setores de logística e transporte, energia, mobilidade urbana, saneamento básico e telecomunicações.

A iniciativa busca desenvolver o mercado, acelerar o investimento privado em projetos de infraestrutura e viabilizar melhorias de longo prazo na qualidade dos serviços prestados pelo setor no país.

O banco terá uma participação limitada a R$ 500 milhões em cada fundo, chegando ao total de até R$ 2,5 bilhões em aportes nos cinco fundos escolhidos. O investimento poderá ocorrer em fundos de participações, para investimento diretamente em empresas ou projetos, e em fundos de crédito, para financiar empresas e projetos, de acordo com o tipo de título a ser investido pelo fundo.

A instituição esclarece que serão selecionados até três fundos de participações e até dois fundos na modalidade de crédito. A estimativa é de que sejam mobilizados ao menos mais R$ 5 bilhões de capital privado, somando R$ 7,5 bilhões em investimentos.

As propostas poderão ser apresentadas até 4 de março e a seleção deve ser concluída neste primeiro semestre. Segundo Bruno Laskowsky, diretor de Participações, Mercado de Capitais e Crédito Indireto do BNDES, “a chamada pública para a seleção de fundos de investimento em infraestrutura reforça o compromisso estruturante e sistêmico realizado historicamente pelo banco no setor de infraestrutura”.

Laskowsky acrescenta que, com essa iniciativa, o BNDES assume a posição de investidor âncora do país, com capacidade de estimular a atração de mais investimento privado para o setor de infraestrutura, estratégico para melhorar a produtividade no país e a prestação de serviços.