Ministro da Economia, Paulo Roberto Nunes Guedes. Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O ministro da Economia, Paulo Guedes, garantiu a investidores internacionais que “a sustentabilidade fiscal está preservada” no Brasil. A declaração aconteceu durante sua participação on-line na edição do “ApexBrasil – Invest in Brasil Miami Edition”, na última quarta-feira (8), ele destacou as medidas do governo federal para o controle dos gastos e do déficit primário, além das oportunidades de investimento privado no país.

“O Brasil terá a maior, mais ampla e mais diversificada fronteira de investimentos em dez anos. Venham, vocês serão bem-vindos. Estamos abertos para negócios”, incentivou o ministro. “Prestem atenção aos sinais e à informação real da sustentabilidade fiscal, da transformação das privatizações, das reformas que estamos tentando implementar”, disse.

Ele relatou os esforços e as medidas do governo para o corte e o controle dos gastos e do déficit públicos, mas explicou que a pandemia da covid-19 provocou uma alta desses gastos, para “salvar vidas e preservar empregos”. No entanto, em 2021 o governo conseguiu reduzir os gastos de 26,5% para 19,5% do Produto Interno Bruto (PIB), o mesmo patamar de quando o país foi atingido pela pandemia.

Segundo Guedes, foram criados mais de 3 milhões de novos empregos no Brasil, em meio à pandemia, e a taxa de desemprego voltou aos índices anteriores à crise. Ele afirmou que o país contrariou as piores expectativas – de queda do PIB de até 10% – e agora crescendo mais de 5% em 2021.

Ele convidou os investidores a formarem uma parceria com o Brasil. “Nós surpreendemos o mundo com reformas importantes, surpreendemos o mundo reagindo à pandemia melhor do que algumas economias avançadas, vacinamos mais a nossa população do que alguns países avançados e estamos crescendo”, enfatizou.


Cliente Arko fica sabendo primeiro