As empresas de eventos devem ter à disposição R$ 1 bilhão em crédito para socorrer o setor, por meio do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe).
Foto: Divulgação/Agência Brasil

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quinta-feira (2/12) os dados do Produto Interno Bruto (PIB). Segundo o relatório, a economia brasileira recuou 0,1% no terceiro trimestre de 2021. O número, mais uma vez, ficou abaixo das expectativas do mercado financeiro.

Os dados revelam estagnação na atividade econômica do país. É a segunda baixa consecutiva do PIB, que no segundo trimestre, teve queda de 0,1% para 0,4%. No indicador do IBGE, variações próximas a 0% sinalizam que a economia atravessa período de estabilidade.

O PIB está em patamar similar ao registrado no período pré-pandemia, entre o fim de 2019 e o início de 2020. Por outro lado, encontra-se 3,4% abaixo do ponto mais alto da série histórica, alcançado no primeiro trimestre de 2014. Mesmo a alta de 1,1% no setor de serviços, não ajudou e o resultado foi puxado pela queda de 8% na agropecuária e pelo recuo de 9,8% nas exportações de bens e serviços.

A indústria, por sua vez, ficou estagnada em 0%. De acordo com o IBGE, o encarecimento de insumos na pandemia e os efeitos da crise energética, eleva os custos de produção. Em relação ao terceiro trimestre de 2020, o PIB cresceu 4%. Em 12 meses, a alta foi de 3,9%. Já no acumulado deste ano, até setembro, o indicador avançou 5,7%.


Cliente Arko fica sabendo primeiro

Assine o Arko Private, serviço Arko para pessoa física, e tenha acesso exclusivo a um canal privado de interatividade e alertas em tempo real, além de relatórios, Lives Exclusivas e eventos especiais com figuras notáveis da nossa rede de contatos.