Presidente da República Jair Bolsonaro. Foto: Alan Santos/PR

Em entrevista à rádio evangélica Novas de Paz, de Pernambuco, o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), reclamou do preço dos combustíveis e de não poder direcionar os preços por ser crime de responsabilidade. Em meio a críticas pela alta no preço, o presidente disse ter “vontade” de privatizar a Petrobras.

“Já tenho vontade de privatizar a Petrobras, tenho vontade. Vou ver com a equipe da economia o que a gente pode fazer”, disse Bolsonaro. “Eu não posso, não é controlar, eu não posso melhor direcionar o preço do combustível. Mas quando aumenta a culpa é minha. Aumenta o gás de cozinha, a culpa é minha. Apesar de ter zerado o imposto federal, coisa que não acontece aí por parte dos governadores”.

Na quarta-feira (13), a Câmara dos Deputados aprovou o projeto que altera a regra sobre o ICMS de combustíveis e prevê a mudança do cálculo do tributo, agora ele é feito com a média do valor dos últimos dois anos. A proposta quer baratear o preço da gasolina, e foi patrocinada pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

Segundo Bolsonaro, o projeto não é o que ele queria, nem o ideal, mas deve ajudar. A expectativa é que com a mudança o preço do combustível reduza em cerca de 7%. “Não é o projeto ideal, mas eu cumprimento o Arthur Lira, porque ele conseguiu aprovar o que foi possível”, disse. Também na quarta-feira (13), Lira deu uma entrevista em que defendeu a privatização da Petrobras.

“Essa é a pergunta que tem que ser feita: então não seria o caso de privatizar a Petrobras? Não seria a hora de se discutir qual a função da Petrobras no Brasil? É só distribuir dividendos para os acionistas?”, disse o presidente da Câmara em entrevista à rádio CBN.


Cliente Arko fica sabendo primeiro

Assine o Arko Private, serviço Arko para pessoa física, e tenha acesso exclusivo a um canal privado de interatividade e alertas em tempo real, além de relatórios, Lives Exclusivas e eventos especiais com figuras notáveis da nossa rede de contatos.