PEC dos precatórios: tudo que você precisa saber
Paulo Guedes: “Devo, não nego, pago quando puder” Marcos Corrêa/PR

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que a taxa extra na conta de luz, cobrada por meio das bandeiras tarifárias, deve aumentar novamente por causa da crise hídrica. A declaração foi dada durante audiência pública no Senado na manhã desta quinta-feira (26/8).

O Brasil enfrenta a pior crise hídrica dos últimos 91 anos, e a bandeira tarifária já foi reajustada, em junho de 2021. A bandeira de cor vermelha deverá sofrer novo reajuste na semana que vem, durante reunião da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

“Temos de enfrentar a crise. Vamos ter de subir a bandeira. Vou pedir aos governadores para não subir automaticamente, eles acabam faturando em cima da crise. Temos de enfrentar, não adianta ficar sentado chorando”, disse Guedes.

Na quarta-feira (25/8), o governo já havia anunciado uma premiação para consumidores que conseguirem economizar energia elétrica. As regras para o programa não foram divulgadas. Medidas como, a determinação para órgãos públicos federais reduzirem de 10% a 20% o consumo de energia também foram anunciadas. Mas o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, descarta a possibilidade de racionamento.

Precatórios e Auxílio Brasil

Ainda na audiência pública do Senado, Guedes voltou a comentar que os precatórios atrapalham o Bolsa Família e a vacinação. Segundo o ministro, o governo não conseguirá expandir programas se não parcelar as dívidas judiciais.


Cliente Arko fica sabendo primeiro

Assine o Arko Private, serviço Arko para pessoa física, e tenha acesso exclusivo a um canal privado de interatividade e alertas em tempo real, além de relatórios, Lives Exclusivas e eventos especiais com figuras notáveis da nossa rede de contatos.