Foto: CNT/Divulgação

O Ministério da Infraestrutura planeja promover na bolsa de valores B3, em São Paulo, um leilão por semana entre 29 de outubro e 25 de novembro, para oferecer aos investidores dois blocos de rodovias e dois blocos de terminais portuários.

A maratona abre com o leilão das rodovias Dutra e Rio-Santos, no dia 29 de outubro. Prossegue em 12 de novembro com sete terminais localizados em diversos portos do Nordeste, Sudeste e Sul. No dia 19 do mesmo mês ocorrerá o maior certame no setor portuário em 20 anos, por duas áreas em Santos (SP). O ciclo encerra-se no dia 25 com a sessão para conceder as BRs 381 e 262 (MG/ES).

Os sete terminais portuários a serem leiloados ficam em Areia Branca (RN), Maceió (AL), Mucuripe (CE), Cabedelo (PB), Itaguaí (RJ), Imbituba (SC) e Porto Alegre (RS). Trata-se de áreas para a movimentação de granéis sólidos, como minério ou vegetais, líquidos e carga geral, incluindo um terminal salineiro. Os investimentos previstos devem alcançar R$ 500 milhões.

A área dos dois terminais de Santos, STS08 e STSO8A destinados à movimentação de combustíveis, era operada por uma subsidiária da Petrobras, a Transpetro, que pleiteava a renovação do contrato, mas o governo busca aumentar a concorrência entre as áreas com movimentação de cargas. Estimam-se investimentos em torno de R$ 950 milhões.

Entre as exigências que constam do contrato de 25 anos feitas ao novo explorador sobressai a construção de berços de atracação para aumentar em 50% a capacidade na região portuária. Concluindo o que vem sendo chamado de Infra Month, será realizado o leilão das BRs 381 e 262 em Minas Gerais e Espírito Santo.


Cliente Arko fica sabendo primeiro

Assine o Arko Private, serviço Arko para pessoa física, e tenha acesso exclusivo a um canal privado de interatividade e alertas em tempo real, além de relatórios, Lives Exclusivas e eventos especiais com figuras notáveis da nossa rede de contatos.