Bolsonaro recebe alta após internação em São Paulo
Wilson Dias/Agência Brasil

A pesquisa divulgada nesta sexta-feira (16) pelo Exame/Ideia Big Data aponta que a avaliação negativa (ruim/péssima) do governo caiu de 57% para 51%. A avaliação positiva (ótimo/bom), por outro lado, cresceu de 20% para 26%. E índice regular oscilou de 22% para 20%.

O instituto atribui essa melhora na popularidade ao estado de saúde de Bolsonaro, que na última quarta-feira (16) foi internado para tratar um quadro de obstrução intestinal. O levantamento foi realizado de 12 a 15 de julho. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

O Ideia Big Data lembra que outros líderes mundiais que recentemente foram hospitalizados por conta da Covid-19 – o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, e o hoje ex-presidente dos EUA Donaldo Trump – também tiveram aumento de popularidade.

A relação entre internação e melhora na popularidade pode ser atribuída ao clima emotivo que isso causa na opinião pública por envolver o principal chefe de Estado do país.


Cliente Arko fica sabendo primeiro

Assine o Arko Private, serviço Arko para pessoa física, e tenha acesso exclusivo a um canal privado de interatividade e alertas em tempo real, além de relatórios, Lives Exclusivas e eventos especiais com figuras notáveis da nossa rede de contatos.