Foto: Bento Viana/Inframérica

O ministro Tarcísio Gomes de Freitas anunciou que os estudos envolvendo os aeroportos da 7ª Rodada de Leilões (que vai encerrar o processo de transferências dos terminais que eram administrados pela Infraero) devem ser discutidos em audiência pública nas próximas semanas.

Essa rodada vai incluir as chamadas “joias da Coroa”: os aeroportos de Congonhas (SP), que passaria a receber voos internacionais, e o Santos Dumont (RJ). Mas também inclui outros, com menor grau de atratividade, mas estrategicamente situados, como Val de Cans (PA) e Campo Grande (MS).

Os aeroportos da 7ª Rodada foram divididos em três blocos:

  • Bloco Norte II – Belém, Santarém, Marabá, Carajás e Altamira, no Pará; e Macapá, no Amapá. O movimento nesses terminais é de 4,6 milhões de passageiros/ano.
  • Bloco RJ-MG – Santos Dumont e Jacarepaguá, na cidade do Rio de Janeiro; Uberlândia, Montes Claros e Uberaba, em Minas Gerais. Esse bloco movimenta 11,17 milhões de passageiros/ano.
  • Bloco SP-MS – Congonhas e Campo de Marte na cidade de São Paulo; Campo Grande, Corumbá e Ponta Porã em Mato Grosso do Sul. A movimentação atual é de 23,55 milhões de passageiros/ano.

Nos estados

O governo de São Paulo realizará, no dia 15 de julho, o leilão de 22 aeroportos. Esse leilão inaugura o processo de transferência de aeroportos estaduais ao setor privado. A Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib) registrou 27 ativos com esse perfil em dez estados. Alguns casos encontram-se em processo avançado, com editais previstos para breve, caso do aeroporto de Belo Horizonte/Pampulha, e do aeroporto de Parnaíba, no Piauí, este pelo sistema PPP.

O aeroporto do arquipélago de Fernando de Noronha (PE) também está na lista. A fase de consulta pública já está em andamento. O processo estende-se a outros estados: Amazonas (oito aeroportos); Santa Catarina (aeroporto de Jaguaruna); Rio Grande do Sul (Passo Fundo e Santo Ângelo); Bahia (Porto Seguro, Lençóis, Paulo Afonso, Senhor do Bonfim e Bom Jesus da Lapa).