Câmara aprova MP que renova o programa de redução ou suspensão de salários 
Fachada do Congresso Nacional. Foto: Leonardo Sá/Agência Senado

Os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) e do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), devem se reunir nesta segunda-feira (24) com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para discutir a tramitação da reforma tributária. A informação foi dada por Pacheco aos líderes no Senado em reunião nesta sexta-feira (21). Os senadores também listaram para o líder da Casa os projetos que estão na Casa relacionados com tributação.

Os presidentes das casas do Congresso estão divergindo quanto ao modelo da reforma: amplo ou fatiado. Contudo, com o encontro, sinalizam que estão dispostos a negociar.

No início de maio, Lira, ao desconsiderar o trabalho da Comissão Mista, tirou o trabalho de Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), relator do texto na etapa.

Enquanto o líder da Câmara queria uma reforma tributária fatiada, apresentando mudanças “graduais”, o relatório apresentado por Aguinaldo mostrou que o atual relator insiste em uma proposta ampla, ou seja: uma mudança por completo. Por isso, o presidente da Câmara teria decidido usar o jogo duro do regimento para anular o texto apresentado por Aguinaldo e recomeçar todo o processo.

Rodrigo Pacheco, todavia, se mostrou contrário à ideia. “A Comissão Mista fez um trabalho longo de aprofundamento sobre a Reforma Tributária. É razoável e inteligente darmos oportunidade de concluírem o trabalho, o que se efetiva com a apresentação do parecer pelo deputado Aguinaldo Ribeiro”, disse, por meio de nota.