Foto: Migalhas

Em 2011, foi deflagrada a operação Alquimia, na qual a Receita Federal, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal prenderam dezenas de pessoas, entre elas o empresário Paulo Cavalcanti.

Dono do grupo baiano Sasil, um dos principais da área química do país, presente em 12 Estados, Paulo Cavalcanti viu seus negócios indo à pique, sem ter sido sequer instado a mostrar a regularidade de suas empresas, que possuíam centenas de funcionários.

Sansão x Golias

Depois de uma luta hercúlea, Paulo Cavalcanti conseguiu no STJ o trancamento da investigação, mostrando as ilegalidades perpetradas. Aliás, depois de todo o circo montado, ele não foi nem denunciado.

O fisco, no entanto, segue fustigando o empresário, mesmo depois de a Justiça ter posto cobro ao inquérito.

Estoicismo

Sem se deixar vencer, Paulo Cavalcanti fez mais do que procurar excelentes advogados para sua defesa. Ele próprio se matriculou numa faculdade, obteve ali a carta de bacharel em Direito e, após ser aprovado no Exame de Ordem, habilitou-se como advogado de si mesmo.

Documentário

Veja abaixo um breve resumo do documentário sobre todos estes fatos. Quatro minutos para os migalheiros, uma década na vida deste novo operador do Direito.