O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) brasileiro deste ano deve ser 12,1% superior em termos reais em relação ao de 2020, com base nos dados de abril. O valor estimado é de R$ 1,076 trilhão, enquanto o de 2020 fechou em R$ 960,2 bilhões. O VBP mostra o desempenho das lavouras e da pecuária ao longo de cada ano e corresponde ao faturamento bruto dentro do estabelecimento. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Agricultura na última quinta-feira (13).

De acordo com o levantamento, a agricultura continua liderando o indicador, sendo previsto faturamento de R$ 741,2 bilhões e a pecuária, R$ 335,1 bilhões. O crescimento do valor das lavouras, até o momento, e 16%, e da pecuária, 4,4%. Segundo o Ministério, de janeiro a março deste ano, agronegócio contribuiu com 42,3% nas exportações totais do país.

A maior parte dos produtos do agro teve crescimento na safra mais recente (de 2021). Entre eles, soja, com crescimento de 31,7%; trigo, 25,4% e milho, 22,7%. Na pecuária, os melhores resultados são no segmento de carne bovina, com crescimento previsto em 10,3%, e carne de frango, com alta de 2,2%. Os campeões de faturamento em valores absolutos são soja, carne bovina, milho e cana de açúcar. Esse pequeno grupo contribui com 34% do VBP do país.

Retrações no Valor Bruto da Produção Agropecuária foram observadas nas culturas de batata inglesa, café, feijão, mandioca e tomate. Carne suína e ovos também tiveram recuo.

Os dados regionais do VBP mostram a seguinte classificação dos estados: Mato Grosso (17,6%), Paraná (13,5%), São Paulo (11,2%), Rio Grande do Sul (10,6%) e Minas Gerais (9,8%).

“A falta de chuvas no período de plantio de importantes culturas como, milho, soja e feijão, teve impactos ao prejudicar parcialmente essas lavouras. Esse fato, entretanto, não chegou a alterar o caminho de crescimento da safra. Permanecem, em essência os valores que representam resultado recorde da produção em 2021”, explica José Garcia Gasques, coordenador da pesquisa e de Avaliação de Políticas e Informação do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento.