A poucos passos do Brasil ter acesso ao 5G, mais nova tecnologia de internet móvel do mundo, o Governo Federal promove um evento para apresentar os possíveis usos do modelo mais avançado do 5G, o standalone, ou “5G puro”. A tecnologia estará disponível no país após o leilão de frequência da tecnologia, realizado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e previsto para acontecer em julho deste ano.

Durante o Digital Day da Semana Nacional das Comunicações, que vai até a sexta-feira (7), empresas vão demonstrar várias aplicações e possibilidades da tecnologia 5G no Salão Negro do Congresso Nacional. Apenas convidados e servidores da Casa poderão participar, devido às restrições de segurança decorrentes da pandemia.

Duas apostas nas demonstrações de 5G da Nokia chamaram a atenção do presidente Jair Bolsonaro e do ministro das Comunicações, Fábio Faria, durante o Digital Day, no Congresso Nacional. A demonstração de Internet tátil e tecnologias relacionadas à área da saúde foram destaques no evento.

Dentre as demonstrações de saúde, foi apresentada uma UTI conectada que transmitia os dados para um médico à distância, um robô dedicado a transportar suprimentos em hospitais conectado ao 5G e uma aplicação de realidade aumentada para saúde à distância, em que era simulada uma cirurgia remota.

De acordo com o ministro Fábio Faria, o 5G vem para transformar a maneira como os brasileiros vão se relacionar com a internet; e, no caso do 5G puro, as possibilidades vão além. A inovação vai conectar a indústria brasileira e haverá um salto de qualidade. No agronegócio, por exemplo, há previsão de aumentar 20% ao ano o PIB. Além disso, espera-se melhorar a segurança e promover o avanço da telemedicina.