Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Em entrevista exclusiva à Arko Advice, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) avaliou que o funcionamento da CPI da Pandemia não deve diminuir o ritmo de tramitação de pautas importantes para a economia.

Segundo o relator da CPI, as “agendas podem andar paralelamente”.

Renan Calheiros também afirmou que seguirá um figurino garantista e com investigações específicas. Sobretudo no que tange ao uso de recursos destinados ao combate da pandemia; não regulamentação de leis por parte do Executivo; gastos com cloroquina; demora na aquisição de vacinas e postura antivacinação, entre outros pontos.


O senhor considera o prazo de 90 dias suficiente para os trabalhos da CPI da Pandemia?

Acredito que os 90 dias são suficientes. Temos um roteiro claro com começo, meio e fim. No entanto, é a investigação que definirá os limites da própria investigação. Se for necessário, vamos prorrogar, mas acredito que, no máximo apenas uma vez, para responder as perguntas da sociedade.

O senhor acha possível que outras pautas avancem no Senado enquanto a CPI funcionar? Há pautas importantes no Senado, como a BR do Mar. A MP da Eletrobras, caso aprovada na Câmara, chegará ao Senado em um momento crítico da CPI?

Não vejo incompatibilidade. A CPI é um fórum legislativo com poderes constitucionais e que investiga um fato determinado. Agendas podem andar paralelamente. Eu acredito, espero e torço por isso. O histórico mostra que isso é possível. Já presidi o Senado enquanto CPIs investigavam e pautas avançavam.

Quais depoimentos o senhor acredita que são os mais relevantes?

Evitamos personalizar para não pré-estabelecer um caminho. Todas as pessoas ouvidas serão escolhidas pela maioria da CPI, nunca por uma decisão monocrática. Vamos semana a semana. Esta semana agora vamos ouvir, em igualdade de condições, os ex-ministros da Saúde e o atual. Nesta primeira fase vejo com extrema importância o depoimento do presidente da ANVISA. Temos que entender os critérios da vacinação, os critérios das compras, os critérios para a aquisição de insumos. Também precisamos entender o motivos de termos escolhido A, B ou C e todas as questões comerciais neste sentido.