O presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), pode convocar sessão para a próxima segunda e terça-feira para analisar vetos e projeto que altera a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2021 para permitir que sejam aprovadas novas despesas sem a necessidade de redução de programações ou aumento de receita.

O projeto abre caminho para viabilizar a retomada do Pronampe, que financiou micro e pequenas empresas no ano passado, e o benefício emergencial (BEM), que autorizou empresas a cortar salários dos funcionários com parte da redução bancada pelo governo federal.

Nos últimos dias, houve discussão de incluir essas despesas em uma proposta de emenda à Constituição para viabilizar os dois programas, além de resolver problemas no Orçamento da União de 2021.