A MP 1031, que trata da capitalização da Eletrobras, ainda está sob intensa negociação no Senado Federal. Um grupo de senadores quer, inclusive, reverter as mudanças feitas no texto pela Câmara dos Deputados.
Sessão Deliberativa Remota do Congresso Nacional. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

A leitura do requerimento de criação da CPI da Covid no Plenário do Senado está prevista para esta terça-feira (13). A proposta pede que uma comissão parlamentar de inquérito para investigar ações e omissões do governo federal no enfrentamento da pandemia e o colapso da saúde no estado do Amazonas no começo do ano seja criada.

Foi proposto, ainda, por alguns senadores que as investigações alcancem também os governos estaduais, distrital e municipais, o que é possível com a ampliação das investigações ou até com a criação de outra comissão.

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) escreveu, no Twitter, que deseja que a comissão investigue também atos praticados por agentes políticos e administrativos dos estados, do Distrito Federal e dos municípios e protocolou requerimento junto à Mesa Diretora do Senado pedindo a ampliação do escopo da CPI da Covid.

“Garantimos a abertura da CPI da Covid e agora apresentamos o pedido para ampliar o seu escopo, incluindo os atos praticados por governadores, prefeitos e outros agentes administrativos. É preciso apurar a verdade em todas as esferas. Quem não deve não teme!”, disse Vieira.

Um outro requerimento para a criação de uma comissão parlamentar de inquérito para investigar não só o governo federal, mas também os governos dos demais entes federados está prestes a ser protocolado pelo senador Eduardo Girão (Podemos-CE). Por sua vez, o senador Roberto Rocha (PSDB-MA) avisou que vai apresentar requerimento para que seja criada uma CPI mista, ou seja, uma comissão parlamentar de inquérito com participação de senadores e deputados federais.

As propostas foram recebidas com apoios de alguns senadores e críticas de outros. Também pelo Twitter, os senadores Luiz do Carmo (MDB-GO), Elmano Férrer (PP-PI), Flávio Arns (Podemos-PR), Jorge Kajuru (Cidadania-GO) e Ciro Nogueira (PP-PI) afirmaram apoiar a inclusão dos governos subnacionais entre os investigados.

Já os senadores Fabiano Contarato (Rede-ES), Cid Gomes (PDT-CE) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP) foram às redes sociais defender que cabe às assembleias legislativas investigar possíveis irregularidades nos governos estaduais. Cid Gomes afirmou que ampliar a CPI da Covid ou criar outra comissão “serve para desviar do fato principal e gerar confusão”. Para Randolfe Rodrigues, o presidente da República está tentando interferir na instalação da CPI da Covid.