Senador Márcio Bittar
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O relator do orçamento de 2021, Senador Márcio Bittar (MDB-AC), decidiu pelo cancelamento de R$ 10 bilhões em emendas do relator. A decisão foi comunicada ao presidente da República por meio de ofício enviado nesta quarta-feira (31), após pressão da equipe econômica do governo.

Segundo o documento, o cancelamento será feito assim que o Orçamento for sancionado. Durante a votação no Congresso, Bittar gerou polêmica ao retirar R$ 13,5 bilhões previstos para benefícios previdenciários, que são gastos obrigatórios.

“Devo salientar que as referidas programações que serão canceladas referem-se às solicitadas pelo próprio Executivo, alocadas nas áreas de infraestrutura, de desenvolvimento regional, de cidadania, de justiça, de agricultura, de turismo e de ciência e tecnologia”, ressalta Bittar no ofício.

Contudo, o orçamento ainda gera dúvidas. Nos cálculos da Instituição Fiscal Independente (IFI), no total, o governo precisa cortar R$ 31,9 bilhões para que o orçamento caiba no Teto de Gastos.