A nova pesquisa do instituto Paraná sobre a sucessão de 2022, realizada de 22 a 26 de janeiro, aponta que o presidente Jair Bolsonaro lidera com 30,5% das intenções de voto. Na segunda posição há um empate técnico entre quatro nomes: Sérgio Moro (12%), Ciro Gomes (10,6%), Fernando Haddad (9,5%) e Luciano Huck (8,1%). Em seguida aparecem João Doria (5,4%), Guilherme Boulos (3,5%) e João Amoêdo (2,9%).

No segundo cenário testado, Bolsonaro aparece com 31% das intenções de voto. Lula tem 17,3%. Sérgio Moro tem 12,1%. Ciro Gomes aparece com 9,2%. João Doria registra 5,3%, seguido por Guilherme Boulos (3,6%), João Amoêdo (3,3%) e Marina Silva (2,3%).

Num eventual segundo turno, Bolsonaro venceria Lula (42,4% a 35,7%), Ciro (43,7% a 34,3%), Doria (44,9% a 29,4%) e Huck (42,7% a 33,2%), mas empataria tecnicamente com Moro (39,1% a 37,6%).

Mesmo que tenha registrado queda de popularidade nas últimas pesquisas, o cenário da sucessão de 2022 continua favorável a Jair Bolsonaro. No entanto, caso Bolsonaro tenha pela frente um adversário de centro no segundo turno – Sergio Moro, Luciano Huck ou mesmo João Doria, que cresceu em relação a pesquisa anteriores (3% para mais de 5%), a disputa seria mais equilibrada que um embate do presidente contra opções de esquerda.