Foto: Romério Cunha/VPR

Em entrevista à CNN, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRTB), deu indicativos que está cada vez mais distante de Jair Bolsonaro. “Não há conversas seguidas entre nós. As conversas são bem esporádicas. Faz falta até para eu entender em determinados momentos o que eu preciso fazer”, indicou.

Na entrevista, Mourão ponderou que possivelmente não será o vice da chapa de Bolsonaro em 2022, mas negou que tenha outras pretensões políticas. Dentro do seu partido, Mourão é cotado para concorrer ao governo do Rio Grande do Sul.

Reforma ministerial

O vice-presidente também avaliou que a eleição na Câmara e no Senado deve motivar uma reforma ministerial logo em seguida. Segundo ele, existe a “necessidade do governo se colocar, fazer a economia dar uma decolada nesse ano, para que no ano que vem o presidente se apresente para a reeleição numa situação melhor”.