Dep. Marcelo Ramos (PL - AM). Foto: Najara Araujo/Câmara dos Deputados

Embora o candidato a presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) tenha afirmado que vai pautar o projeto de lei de privatização da Eletrobras, caso seja eleito, “se houver maioria na Casa a favor da proposta”, integrantes da chapa tem posição contrária sobre o tema.

O vice-líder do PL e candidato a primeiro vice-presidente da Câmara na chapa de Lira, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), disse o seguinte à Arko Advice:

“Eu acho que é uma pauta que não está madura na Câmara e vejo alguns especialistas dizendo que não é o melhor momento pra vender [a Eletrobras]; que se esperarmos um pouco mais poderemos valorizar a empresa antes de vender e conseguir um melhor preço”.

No Senado, o candidato a presidente Rodrigo Pacheco (DEM-MG) declarou que a venda da Eletrobras não será prioridade na sua gestão. A manifestação do senador fez derrubar as ações da empresa estatal nas bolsas brasileiras e internacionais.