Foto: Najara Araujo/Câmara dos Deputados

A vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Rosa Weber, decidiu manter como presencial a eleição para presidente da Câmara dos Deputados. A decisão nega pedido do PDT, para que o pleito ocorresse por meio de um sistema híbrido devido à pandemia da COVID-19.

No pedido, o presidente do PDT, Carlos Lupi, e o deputado federal Mário Heringer (MG) disseram que a possibilidade de deputados votarem à distância seria necessário no momento em que a pandemia “atinge níveis alarmantes no Brasil”.

Weber optou, entretanto, que fosse mantida a decisão tomada no dia 18 de janeiro pela Mesa Diretora da Câmara. Na ocasião, foi determinado que o voto será exclusivamente presencial.