Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) caiu 2,2% no mês de janeiro de 2021 e chegou a 105,8 pontos. Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), ainda que o indicador tenha registrado a segunda queda mensal consecutiva, o índice permanece no patamar de otimismo, que é acima de 100 pontos pelo quarto mês consecutivo.

Na comparação anual, houve variação negativa de 16,4%. O presidente da CNC, José Roberto Tadros, afirmou que os efeitos da pandemia da COVID-19 ainda influenciam a confiança dos comerciantes.

O índice referente à satisfação dos comerciantes com as condições atuais e o que avalia as expectativas no curto prazo registraram quedas e, por serem dois dos principais índices do Icec, impactaram o resultado negativo do indicador principal.

Enquanto o referente à satisfação dos comerciantes com as condições atuais passou para 80,5 pontos com o recuo de 5,8%, o indicador que avalia as expectativas no curto prazo apresentou retração pela segunda vez consecutiva, agora de 2,3% e atingiu 142,1 pontos. Mesmo assim, é o único dos indicadores do Icec acima dos 100 pontos.

— Com informações da Agência Brasil