Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Um abaixo-assinado que circula entre parlamentares na Câmara dos Deputados pede que o próximo presidente da casa abra mão de determinadas responsabilidades e compartilhe poderes com as lideranças partidárias. A demanda é citada como um pré-requisito para que o grupo, que já reúne 29 parlamentares, apoie um nome à presidência da Câmara.

Além da bancada do Novo, que organizou o movimento, entre os deputados que assinaram a carta estão nomes filiados a partidos que, inclusive, já definiram lado na disputa. Subscreveram, por exemplo, Kim Kataguiri, do DEM – partido de Rodrigo Maia, e Felipe Rigoni, do PSB, sigla que também vai apoiar formalmente o candidato de Maia. Também assinam deputados do PSL, Cidadania, PSDB, PP, PSC, Avante.

“O presidente da Câmara acumula responsabilidades, entre elas a definição de pauta, distribuição de relatoria, instalação de comissões, processamento de pedido de impeachment, entre outros. Cobramos que as decisões sejam compartilhadas com os demais líderes e não fiquem sujeitas apenas ao arbítrio do presidente da Casa”, diz o documento. Leia completo AQUI.

Para tal objetivo, o grupo exige uma reforma no regimento interno da Câmara que mude a forma como funcionam os mecanismos de obstrução e reduza o número de Comissões Permanentes.

Outra demanda é que seja dada continuidade à Reforma Administrativa interna que Rodrigo Maia propôs para a Câmara e que o presidente dê prioridade à agenda de reformas estruturantes e privatizações.