Foto: Marcos Santos/USP Imagens

O governo definiu o calendário oficial de pagamentos das parcelas adicionais do auxílio emergencial, no valor de R$ 300. O novo cronograma, reorganizado pela Caixa Econômica, após a prorrogação do benefício, confirma que os saques continuam até janeiro de 2021.

Mas, a Caixa Econômica está avisando os beneficiários que o auxílio emergencial deve terminar junto com o estado de calamidade pública, cujo decreto expira em 31 de dezembro e que o governo não pretende fazer uma nova prorrogação no ano que vem.

De acordo com o calendário, os pagamentos serão realizados até o dia 29 de dezembro. Os depósitos serão realizados por meio da poupança social digital da Caixa e o valor poderá ser utilizado, no primeiro momento, para o pagamento de compras e boletos. Depois de algumas semanas, o beneficiário poderá sacar ou transferir o dinheiro. Neste caso, a liberação ocorre até 27 de janeiro de 2021.

O auxílio, que previa inicialmente o pagamento de cinco parcelas de R$ 600, foi estendido em setembro. Durante a prorrogação do benefício, o governo irá pagar mais quatro parcelas de R$ 300 até o fim do ano.

No entanto, nem todos os beneficiários irão receber todas as parcelas adicionais. Dependendo da data de aprovação do cadastro no programa, alguns terão direito às quatro parcelas, enquanto outros não receberão nenhum pagamento de R$ 300.