Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Nesta quinta-feira, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, reuniu-se às 10h30 com o autor do projeto de lei que trata da autonomia do BC, Plínio Valério Tomaz (PSDB-AM).

O projeto de lei está na pauta do Senado da próxima terça-feira, 3. Em entrevista para a Arko Advice, o senador disse que “acredita que ele [o projeto] será colocado na pauta na data marcada porque já está acordado, acertado com o governo. Havia divergência, mas o presidente Davi Alcolumbre se encarregou de resolver essa parte”.

Ainda de acordo com o senador, o maior entrave para se fechar um acordo foi justamente a inclusão do pleno emprego como um dos objetivos. “Essa é uma emenda polêmica”, disse. “É bonito a gente falar na inclusão do pleno emprego, mas o Banco Central não pode cuidar disso, ele tem um mandato diferente”, completou.