Foto: Shealah Craighead/Casa Branca

Grupo de países quer adiar a eleição à presidência do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), como forma de boicote à candidatura dos Estados Unidos à presidência do banco. O objetivo é realizar a votação do banco após as eleições presidentes dos EUA, marcadas para novembro.

Atualmente, o democrata Joe Biden lidera nas pesquisas para vencer o pleito norte-americano contra o atual presidente, Donald Trump. Trump havia indicado Mauricio Claver-Carone para o comando do BID.

O grupo de países favorável ao adiamento das eleições do BID para março de 2021 já se manifestou publicamente. As representações do México, Argentina e Chile afirmaram em outras ocasiões serem a favor de eleger um novo presidente para o banco no ano que vem.

Vale lembrar que, tradicionalmente, o BID é comandado por um nome da América Latina. Este ano, o governo Jair Bolsonaro havia indicado Rodrigo Xavier, ex-presidente do UBS e do Bank of America no Brasil. O atual presidente é o colombiano Luis Alberto Moreno.