Foto: Sérgio Lima/Poder 360

O governo de Hong Kong anunciou na sexta-feira (31) que adiou as eleições parlamentares por um ano, em meio a novo pico de contaminações pelo coronavírus. O pleito seria realizado em Setembro.

A oposição acusou o atual governo de usar a pandemia da COVID-19 como pretexto para impedir que a população vote nas eleições. No anúncio do adiamento, a chefe-executiva Carrie Lam disse que esta era a decisão “mais difícil que tive de fazer nos últimos setes meses”.

“O adiamento é inteiramento baseado na segurança da população, não há considerações políticas”, disse Lam. Nesta segunda-feira (3), Hong Kong registrava 3.592 casos confirmados e 37 mortes.