Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), em encontro com apoiadores no Palácio da Alvorada nesta terça-feira (28), respondeu ao governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB-MA), que propôs ontem (27) um Pacto Nacional pelo Emprego, após o Brasil perder mais de 10 mil postos de trabalho durante a pandemia do novo coronavírus.

Em sua resposta, Bolsonaro afirmou em tom de crítica que “tem governador agora quer que eu faça um pacto pelo emprego, mas continua com o estado dele fechado”.

O secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, afirmou para o jornal Folha de S. Paulo que a previsão é que a taxa de desemprego aumente ao longo do segundo semestre de 2020. Segundo ele, os dados não refletem a realidade da crise. “Temos de estar prontos para endereçar esse problema que vai afligir duramente a sociedade brasileira. Em setembro, os índices de desemprego vão dar um repique grande”, completou.