Foto: Estadão Conteúdo

As contas oficiais do Ministério da Economia indicam que, em três meses de isolamento social em função da pandemia do novo coronavírus, a despesa da pasta caiu 75,2% quando comparada ao mesmo período de 2019. Entre março e maio, foram economizados R$ 199,6 milhões com diárias e passagens.

Desde o início da pandemia, 62% dos servidores federais estavam em regime de trabalho remoto e tiveram gratificações reduzidas. A redução das viagens internacionais foi de 86% e nacionais, 72,9%. As despesas do governo com TáxiGov no Distrito Federal, por exemplo, teve redução de 60,9%, que corresponde a uma economia de R$ 743,5 mil.

Os dados de junho e julho ainda estão sendo contabilizados. A expectativa do governo é economizar até R$ 500 milhões, por exemplo, substituindo viagens por videoconferências.