Foto: Marcos Corrêa / PR

Na sexta-feira (19), o ator Mário Frias foi nomeado secretário especial da Cultura, ele é o quinto a ocupar o cargo em 17 meses. Frias ficou famoso por seu papel em “Malhação” e afirmou que irá adotar um perfil discreto, priorizar o trabalho e evitar declarações à imprensa.

A pasta da Cultura, após o decreto que a regularizou no ministério do Turismo, não é mais responsável por importantes órgãos como a Fundação Cultural Palmares, a Funarte e a Ancine (Agência Nacional do Cinema). Além disso, a secretaria conta atualmente com apenas cinco subsecretarias, já que uma portaria de 21 de maio fundiu duas delas.

O setor cultural reagiu à nomeação, em sua maioria, com preocupação pelo novo secretário não ter experiência em gestão pública e enxergam a nomeação de Frias como uma incógnita. Diversos artistas afirmam que o governo não tem um plano de Cultura para o Brasil.