Foto: Ana Volpe/Agência Senado

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), relator do projeto de lei do saneamento, informou que ele poderá fazer a leitura do seu relatório na próxima semana. O assunto será discutido na reunião de líderes na segunda-feira, 15. Após a leitura, o senador tem a expectativa de que a votação aconteça em uma ou duas semanas.

De acordo com Tasso, a tendência é que haja apenas mudança de redação par evitar que o texto retorne para a Câmara dos Deputados. Está sendo negociado com o governo que um ou dois pontos que não têm acordo – não foi mencionado qual –, seja vetado pelo presidente da República.

Pauta de infraestrutura

Na avaliação do Senador, enquanto o Congresso estiver funcionando por meio de sessão remota, não haverá espaço para que outros temas de infraestrutura, como Lei do Gás, Reforma do Setor Elétrico e privatização da Eletrobras sejam retomados. Com a retomada dos trabalhos presenciais, essa agenda dependerá do Poder Executivo. Tasso ressaltou que há uma disposição do Congresso em avançar nesses itens.

O senador disse que não está otimista com o Programa Pró-Brasil (lançado pela Casa Civil em abril) pelo fato de não ter o apoio do Ministério da Economia.