Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

De acordo com matéria da Veja, fontes do Palácio do Planalto afirmaram que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, pode pedir demissão do cargo ainda esta semana. A motivação, segundo o Palácio, seriam os frequentes ataques que o ministro sofre dentro e fora do governo.

Quanto as falas de Weintraub, após defender “cadeia para os vagabundos do STF” e por ter insinuado que a China poderia se beneficiar, de propósito, da crise causada pelo coronavírus, o ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou o pedido de defesa para adiar seu depoimento à Polícia Federal, por suposto crime de racismo.

Além do exposto acima, o ministro virou alvo de protesto de ciganos, indígenas, da China, brasilienses e professores, depois da divulgação do vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril. O depoimento de Weintraub à Polícia Federal segue marcado para esta quinta-feira (4), às 15h.