Foto: Arquivo/Agência Brasil

A Confederação Nacional da Indústria divulgou hoje (20) a pesquisa Sondagem Industrial que, devido aos efeitos da crise do novo coronavírus, demonstra uma queda sem precedentes entre março e abril deste ano.

Em uma escala de 0 a 100, o índice de evolução da produção registrou apenas 26 pontos. Os valores abaixo de 50 pontos mostram queda. A contração da atividade industrial fez com que a utilização da capacidade instalada fosse para 49%, um recuo de 9 pontos percentuais.

O índice de expectativa de demanda cresceu 3,2 pontos, chegando a 35,1 pontos, o que indica pessimismo do empresariado e consequentemente, a expectativa é de queda da demanda. Já o índice de expectativa de número de empregados aumentou 2,9 pontos e foi para 38,1 pontos.

Por fim, o índice de intenção de investimentos praticamente não se alterou em maio, após cair 58,3 pontos em março, 36,7 pontos em abril e agora encontra-se em 36,9 pontos.