Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil

Segundo a matéria do jornal britânico The Guardian, a transcrição parcial da reunião do presidente Jair Bolsonaro e o ex-ministro Sergio Moro “oferece um vislumbre da paranoia e obsessões ideológicas do presidente do Brasil”.

De acordo com um colunista, a reunião retrata o governo Bolsonaro: “teorias da conspiração, questões ideológicas, batalhas inventadas e guerras culturais”.

Para Moro, as imagens evidenciam que Bolsonaro tentou interferir politicamente na Polícia Federal. Mesmo sem o vídeo divulgado, a transcrição de duas horas traz uma série de palavrões e discussões radicais. Bolsonaro diz, utilizando linguagem desrespeitosa, que não vai esperar a PF “atrapalhar” sua família e amigos.

O presidente afirmou na assembléia do palácio presidencial ao jornal Estado de S. Paulo, que “o navio está afundando”. Segundo o The Guardian, Bolsonaro não é a única pessoa comprometida pela filmagem.