Foto: Reuters

O delegado Ricardo Saadi e o diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Alexandre Ramagem, confirmaram a proximidade de Ramagem com o presidente Jair Bolsonaro e reforçam a veracidade das declarações do ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, segundo advogados do ex-ministro.

O advogado Vitor Augusto Sprada Rossetim informou que não iria “adentrar aspectos do depoimento em si mas se confirmou realmente que o doutor Alexandre Ramagem era a indicação de confiança do presidente da República”.

Ambos prestaram depoimento ontem (11) em Brasília. Hoje (12), serão ouvidos três ministros: Braga Netto (Casa Civil), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) e Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional). Ainda hoje será exibido o vídeo da reunião ministerial do dia 22, na Polícia Federal, com a presença de Sergio Moro.