Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) projetou nesta segunda-feira (11) uma queda de 4,2% na economia do Brasil em 2020. As principais determinantes para o número devem ser o grau de sucesso das medidas econômicas para reduzir os impactos da crise provocada pelo coronavírus e a extensão da quarentena.

Antes da deflagração da pandemia do coronavírus, a previsão para o Produto Interno Bruto (PIB) era de um crescimento de 2,5% no ano. De acordo com a CNI, no cenário mais provável, o PIB industrial deve recuar 3,9% em relação ao ano passado.

Ainda segundo a confederação, se as medidas de auxílio econômico se mostrarem insuficientes para impedir uma redução forte na renda das famílias e a falência nas empresas, a queda do PIB do país deve ser de 7,3%.