Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O ministro da Saúde, Nelson Teich, afirmou nesta quarta-feira (6) que recomendará lockdown em vários lugares para conter a transmissão do novo coronavírus. Para o ministro, a quarentena não pode se transformar em disputa política. No mesmo dia, o Brasil registrou 615 mortes pela covid-19 em 24 horas, totalizando 8.536 vítimas da doença e 125.218 casos confirmados.

Segundo Teich, as medidas serão analisadas individualmente para recomendar mais restrição ou flexibilização do isolamento, de acordo com os dados de infectados e óbitos, bem como a quantidade de leitos disponíveis e as condições hospitalares da região.

“Não existe ser contra ou a favor, é fazer o que é certo. Tem lugar em que a gente vai recomendar lockdown e lugar em que a gente vai permitir já alguma coisa”, afirmou o ministro.