Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A Fitch, uma agência de classificação de risco, reduziu a perspectiva da nota da dívida pública brasileira de estável para negativa. Há dois anos a agência indicou que não iria rever a nota do país.

Atualmente, a nota do Brasil é BB-, o que significa três níveis abaixo do grau de investimento e a garantia que o país não tem risco de “dar calote” na dívida pública. A perspectiva estável indicava que a nota não sofreria alterações tão cedo.

A Fitch informou que dois fatores justificam a nota:

  1. deterioração das perspectivas para a economia: cenário de desequilíbrios fiscais e baixo crescimento econômico, agravado pelo coronavírus.
  2. o Produto Interno Bruto deve ter contração de 4% em 2020, o que significa que haverá queda na arrecadação e aumento dos gastos, elevando a dívida pública.