Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

De acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o Indicador de Incerteza da Economia subiu 43,4 pontos de março para abril e atingiu recorde histórico pelo segundo mês consecutivo deste ano. De fevereiro para março, o indicador registrou uma alta de 52 pontos. As informações foram divulgadas pela FGV nesta quinta-feira (30).

Em abril, os dois componentes do indicador (mídia, baseado na frequência de notícias com menção à incerteza; e expectativa, construído a partir da média dos coeficientes de variação das previsões dos analistas econômicos), subiram. O primeiro chegou a 195,3 pontos (o maior nível da série histórica), e o segundo alcançou 225,8 pontos.