Foto: Débora Barreto/IOC/Fiocruz

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), divulgou nesta terça-feira (8) um registro inédito: o momento exato em que o coronavírus infecta uma célula saudável. As imagens de um microscópio eletrônico de transmissão foram produzidas durante uma pesquisa sobre a replicação do vírus no corpo humano.

A infecção foi feita em células “Vero”, desenvolvidas a partir do tecido celular do rim, que costuma ser utilizada pelos pesquisadores em ensaios in vitro (processos biológicos fora de sistemas vivos, em ambiente controlado e fechado de laboratório, geralmente em recipientes de vidro).

As imagens identificaram diversas partículas do novo coronavírus no momento em que tentam infectar o citoplasma da célula, onde se vê o núcleo, que guarda o material genético da célula. Depois disso, as partículas virais já podem ser observadas no interior da célula.

O estudo é conduzido pelos pesquisadores Débora Barreto e Marcos Alexandre Silva, do Laboratório de Morfologia e Morfogênese Viral, e Fernando Mota, Cristiana Garcia, Milene Miranda e Aline Matos, do Laboratório de Vírus Respiratórios e do Sarampo.