Reprodução

Na última sexta-feira (3), o Conselho do Mercado Comum do Mercosul anunciou por nota a aprovação de uma verba US$ 16 milhões do seu fundo de desenvolvimento (Focem) para combater o novo coronavírus. A destinação imediata é de aproximadamente US$ 6 milhões, mas também foi aprovado um fundo de reserva de US$ 10 milhões para o combate à pandemia.

Os recursos devem ser direcionados para a aquisição de insumos, equipamentos, roupas de proteção, kits de diagnóstico e para o aumento da produção dos kits. A ideia é que o bloco sul-americano articule autoridades de quatro países para melhorar suas capacidades na realização de diagnósticos do novo coronavírus.

Os quatro países do grupo vão receber a verba. No Brasil, o projeto será executado pela Fundação Fiocruz; no Paraguai, no Laboratório Central de Saúde Pública do Ministério da Saúde e no Centro de Desenvolvimento de Pesquisas Científicas; no Uruguai, no Instituto Pasteur; e na Argentina pelo Instituto de Pesquisa em Biomedicina.