Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC-RJ), exonerou na última sexta-feira (3), a subsecretária de Gestão da Ação Intergral da Secretaria Estadual de Saúde, Mariana Tomasi Scardua.

Segundo o G1, Mariana vinha perdendo atribuições nos últimos meses para o subsecretário executivo da pasta, Gabriell Neves, e que ela também ficou frustrada com algumas contratações feitas com o aval de Neves. 

Dentre as polêmicas está a contratação sem licitação de serviços que já eram demandados mas eram alvo de discussões antes da crise da saúde. A ação foi justificada pelo estado de calamidade pública.  Por exemplo, a empresa OZZ Saúde Eireli foi contratada por R$ 76,5 milhões para gerir o SAMU da cidade do Rio de Janeiro, que era antes da gestão do Corpo de Bombeiros.