Marcos Corrêa/PR

O grupo das 20 maiores economias do mundo, o G20, disseram nesta quinta-feria (26) que, em conjunto, irão injetar US$ 5 trilhões na economia global. O anúncio é resultado de uma reunião virtual realizada para coordenar as respostas ao crescimento das incidências de COVID-19.

Os líderes declararam que “estamos adotando medidas imediatas e vigorosas para apoiar nossas economias, proteger trabalhadores e negócios-especialmente as micro, pequenas e médias empresas – e proteger os vulneráveis por meio de proteção social”. Dentre as listas de prioridades estão a proteção de vidas, garantir os empregos e as rendas das pessoas e preservar a estabilidade financeira.

Também disseram que vão aumentar o financiamento para pesquisa que encontre uma vacina que fortaleça a cooperação científica internacional. O encontro foi coordenado pelo líder da Arábia Saudita, rei Salman.

Participam do G20 a África do Sul, a Alemanha, a Arábia Saudita, a Argentina, a Austrália, o Brasil, o Canadá, a China, a Coreia do Sul, a Espanha, a França, a Índia, a Indonésia, a Itália, o Japão, o México, o Reino Unido, a Rússia, a Turquia e a União Europeia.

Compartilhe